COMÉRCIO DE ANIMAIS SILVESTRES NO MERCADO CHINÊS! Cultura ou política?

COMÉRCIO DE ANIMAIS SILVESTRES NO MERCADO CHINÊS Cultura ou política?

No último século, várias doenças emergentes e reemergentes na China foram oriundas do contato irresponsável com os animais.

Além afetarem a saúde pública do país, afetam drasticamente a economia. 

Mas o ponto é: até onde a “culpa” pode ser colocada no mercado chinês?

Relembrar a história se faz necessário neste questionamento por dois principais motivos: A população do país cresce rapidamente a cada ano e alternativas precisam ser colocadas em prática para atender a superpopulação.

Em 1978 houve um colapso total na produção alimentar pois 900 milhões de pessoas viviam na China e o país não conseguia fornecer alimento a todas. Isso se tornou um desafio para o governo.

Sem alternativas, o governo permitiu que grandes empresas assumissem a produção de alimentos em larga escala (o que antes era controlado minuciosamente) e isso fez com que o comércio de aves e suínos fosse altamente explorado.

Fonte: Internet

Mas o que isso tem a ver com os animais silvestres? TUDO e eu explico.

Bom, assim como em todos os países, a China também tem seus pequenos produtores, que viram nessa situação a possibilidade de explorarem o “mercado” de animais selvagens. O governo não ficou para trás e, percebendo o aumento expressivo deste comércio, em 1988 criou uma lei que mudou todo o cenário de consumo de carnes no país: Os recursos da vida selvagem passaram a pertencer ao Estado e o mesmo protegeria as pessoas envolvidas na utilização e no desenvolvimento da vida selvagem.

Em outras palavras, basicamente os animais pertenceriam ao governo e a população poderia usar/explorá-los à vontade!

Com isso, o comércio de animais silvestres que já era grande, explodiu!

Animais silvestres começaram a ser vendidos nos mercados chineses à céu aberto em todo território do país.

Fonte: Internet

É fundamental ter conhecimento que animais podem carregam consigo possíveis patógenos que podem se propagar e o mais importante, mutar-se, causando doenças em diferentes espécies, inclusive em nós, seres humano.

Não cabe a nós apontar culpados pela disseminação de doenças e nem julgar os hábitos culturais de um país, mas é importante salientar que a saúde pública está diretamente ligada ao mundo animal.

Certifique-se sempre de ter cautela em relação à biosseguridade de sua alimentação.

Os animais e nossa saúde agradecem!

Autora: Bianca Rodrigues 

Referências:

Zanella, J. R. C. Zoonoses emergentes e reemergentes e sua importância para saúde e produção animal. Pesq. agropec. bras. vol.51 no.5 Brasília, 2016.

Translate