PORQUE O ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL É TÃO IMPORTANTE?

PORQUE O ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL É TÃO IMPORTANTE?

Enriquecimento alimentar com psitacídeos
Foto: Acervo CETAS- BH

O tratamento de animais silvestres em cativeiro requer uma série de atenções especiais. Isso ocorre porque, nessas situações esses tendem a apresentar comportamentos diferenciados por não estarem em seu meio natural, como estresse, apatia e monotonia. Essas limitações podem ser geradas devido a restrições de espaço, alimentação de fácil acesso, falta de interação com outras espécies e até com indivíduos da mesma espécie, dentre outras causas. Por isso, a fim de trabalhar o bem-estar desses animais, devemos encontrar os melhores métodos para melhorar o ambiente em que vivem.

 O Enriquecimento Ambiental é um exemplo de como podemos melhorar a qualidade de vida dos animais, mesmo com pouco recurso financeiro e reaproveitando materiais. Os equipamentos, na maioria das vezes, são produzidos com materiais reutilizados e recursos biológicos, como por exemplo, caixas de papelão, troncos de árvores, folhas, garrafas pet, entre outros. Podemos utilizar também alimentos das dietas dos animais, sendo estes fornecidos de formas diferentes, para criar desafios na obtenção do alimento, como acontece na natureza. Podemos explorar os sentidos, a capacidade física e até mesmo cognitiva, fazendo com que os animais usem sua curiosidade, criatividade, e habilidades para conseguirem cumprirem os objetivos propostos pela atividade. Dessa forma, os enriquecimentos atuam promovendo o bem-estar físico e psicológico dos animais, por estimulá-los a expressarem comportamentos naturais.

Enriquecimento alimentar
Foto: Acervo CETAS-BH

Estas práticas devem ser planejadas com base nos comportamentos naturais da espécie-alvo e estar inseridas em um programa de enriquecimento ambiental previamente definido pela equipe responsável. A fim de se planejar um enriquecimento efetivo é importante ter em mente que: para não perderem a característica de novidade, os elementos não devem permanecer muito tempo no recinto; que o tipo e a frequência do enriquecimento deve ser diversificada, para evitar se tornar rotina; e que todo o período de contato do animal com os objetos deve ser monitorado, para garantir a segurança do animal.

Enriquecimento ambiental
Fonte: 
Acervo CETAS-BH

Assim sendo, o enriquecimento ambiental serve como um agente transformador, propiciando bem-estar para os animais e permitindo que se criem situações semelhantes ao habitat natural de cada espécie, para que os animais vivam de forma saudável.

Sandra Mara Ferreira Brito Dias Silva

ENTRE EM CONTATO.
ACOMPANHE NOSSO TRABALHO

waita.ong@gmail.com

XIII Ciclo De Palestras: Comportamento, Bem-Estar e Enriquecimento Ambiental de Animais Silvestres

XIII CICLO DE PALESTRAS: COMPORTAMENTO, BEM-ESTAR E ENRIQUECIMENTO AMBIENTAL DE ANIMAIS SILVESTRES

Data: 27 de junho de 2020, 8:30h às 18:00h

Carga horária: 8h

Público alvo: Estudantes e profissionais de Medicina Veterinária, Ciências Biológicas, Zootecnia, áreas ambientais e afins, amantes da natureza em geral

Local: Online (Plataforma Google Meet)

ATENÇÃO: O ciclo de palestras acontecerá ao vivo no horário marcado. Não disponibilizamos as palestras para acesso posterior e não nos responsabilizamos por atrasos e pelo não acesso a plataforma no dia do evento.

 

Investimento:

(Valor promocional até dia 17/05/2020)

Estudante: R$65,00

Profissional: R$85,00

Valores até o dia 27 de junho de 2020

Estudante: R$85,00

Profissional: R$110,00

* Desconto de 5% para membros de GEAS e valores diferenciados para pessoas que não estão atuando (entrar em contato via e-mail: waita.contato@gmail.com)

DESCONTO DE 50% PARA PESSOAS PRETAS E INDÍGENAS (entrar em contato com waita.contato@gmail.com)

ATENÇÃO: Não realizamos reembolso do valor investido.

Ementa: 

8:30 Abertura

9:00 – 10:15 Introdução a comportamento animal- Dr. Robert Young- Universidade de Saldford, Manchester

10:15 – 11:30 Bem-estar animal e enriquecimento ambiental- Dra. Angélica Vasconcelos- PUC Minas

Intervalo (15 minutos)

11:45 – 13:00 Metodologias de estudo de comportamento animal – Dr. Kleber Del-Claro- UFU

ALMOÇO

14:00 – 15:15  Avaliando o sono como medida de bem-estar animal- Dra. Ivana Schorck- Universidade de Saldford, Manchester

15:15 – 16:30 O comportamento dos primeiros muriquis-do-norte (B. Hypoxanthus) em cativeiro. A importância do comportamento animal no manejo de espécies ameaçadas – Priscila Oliveira – PPG Biologia Animal/ UFV

Intervalo (15 minutos)

16:45- 18:00 Condicionamento animal e bem estar em zoológicos- Cinthia Cipreste- Fundação Zoobotânica de Belo Horizonte

18:00 Encerramento

Para se inscrever você deve: 

1)Fazer o depósito/ transferência na conta do Instituto de Pesquisa Waita ou realizar o pagamento via pagseguro 

ATENÇÃO! SE PUDER, DE PREFERÊNCIA POR FAZER UM DEPÓSITO OU TRANSFERÊNCIA PARA NOSSA CONTA! Isso garante que 100% do seu investimento vá para o WAITA, uma vez que assim não precisamo pagar taxas)

preencher o formulário no link baixo:

DEPÓSITO:

Banco do Brasil
Instituto de Pesquisa Waita
AGÊNCIA: 1629-2
CONTA CORRENTE: 125511-8
CNPJ: 13.704.197/0001-91

PAGSEGURO






 

Para finalizar sua inscrição preencha o formulário, anexe o comprovante de inscrição no formulário e aguarde a confirmação da inscrição por e-mail:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfdEe8iEFvhywO_j08j7nAhhQQRvmaQTRzCy5HTygFzKZwZ6Q/viewform?usp=sf_link

Informações: waita.contato@gmail.com 

 

ENTRE EM CONTATO.
ACOMPANHE NOSSO TRABALHO

waita.ong@gmail.com

Translate